ACESSE

Senador quer nova investigação sobre Bolsonaro por envio de 'fake news' a Moro

Telegram

O senador Otto Alencar (PSD-BA) pediu a Celso de Mello que abra um novo inquérito sobre Jair Bolsonaro por suposta prática de difamação.

Baseou-se numa mensagem de WhatsAppp encaminhada pelo presidente a Sergio Moro, em 22 de abril, que relata que o Hospital Espanhol, em Salvador, teve sua administração entregue pelo governador Rui Costa (PT) ao ITS, que pertenceria ao deputado Otto Alencar Filho (PSD-BA).

O senador afirmou que o conteúdo é “sabidamente falso” e que o filho já processou responsáveis por sua divulgação. Anexou notas do ITS negando que pertença a Otto Alencar Filho.

“A fake news encaminhada ao ministro da Justiça, responsável pela proteção da lei, da Justiça e do patrimônio público, cria um risco potencial, na medida em que poderia impulsionar, injustamente, a apuração de eventuais irregularidades jamais praticadas pelo representante, ante sua ausência de vinculação com o ITS, tampouco teve qualquer participação na referida contratação pela administração pública”, diz o pedido de Otto Alencar.

O senador também pediu apuração de eventual crime de abuso de autoridade pelos policiais federais que coletaram a mensagem de Moro, sob o argumento de que deveriam ser colhidas somente provas no inquérito ligadas à interferência na Polícia Federal.

Como fez anteriormente, Celso de Mello deverá encaminhar o pedido para avaliação de Augusto Aras.

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

  • José -

    Vou botar máscara no meu saco para ver se ele não arrebenta!! Tá duro companheiro!!

  • Hudis -

    Melhor ficar quieto 🤫 Otto Alencar. Vc quer apenas desviar a atenção sobre os respiradores comprados por Rui Costa.

  • Marcus -

    AFINAL DE QUEM É ESSE HOSPITAL ? Se não é do filho, conforme notas fiscais?? deve ser de alguem ligado a ele ou dele proprio.

Ler 14 comentários