Senadora do PSL confirma pressão e diz que avalia deixar o partido

Em nota enviada a O Antagonista, a senadora Juíza Selma, do PSL, admitiu que tem sido pressionada para retirar sua assinatura da CPI da Lava Toga.

“A senadora Juíza Selma esclarece que devido a divergências políticas internas, entre elas a pressão partidária pela derrubada da CPI da Lava Toga, está avaliando a possibilidade de não permanecer no PSL. A parlamentar informa que recebeu convites de vários partidos nas últimas semanas para migrar de sigla, mas ressalta que isso não irá interferir no posicionamento de apoio ao governo. Selma confirma, ainda, que não irá retirar sua assinatura da CPI para investigar integrantes do Supremo.”

Ontem, registramos aqui que a senadora estaria sendo chantageada. Também antecipamos aqui sua disposição em deixar o partido.

Comentários

  • Ubinha -

    Mulher de fibra

  • Marga -

    Acabei de saber que a PGR deu andamento a chantagem, com o recurso que poderá anular judicialmente a eleição da juíza. Que feio dodge dart.

  • O -

    HULK é só mais um barco nos convidando a entrar... Eu não entro nele...Acho que não entro mais em barco nenhum...todos eles pronto a afundar...Só o dono se salva, pois se previne e ilude os naufr

Ler 95 comentários