Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Senadores enfrentarão dificuldades para instalar 'nova CPI da Covid'

Randolfe Rodrigues calcula que tem até 20 assinaturas a favor de nova investigação; alguns parlamentares de MDB, PSD e Podemos são contra
Senadores enfrentarão dificuldades para instalar nova CPI da Covid
Foto: Pedro França/Agência Senado

Apesar da iniciativa da cúpula da CPI da Covid, os demais integrantes do Senado não pretendem dar corpo a uma nova investigação sobre eventuais interferências no Ministério da Saúde ou mesmo sobre o boicote à vacinação infantil.

Como mostramos na última terça-feira (11), o vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), anunciou que irá protocolar um novo pedido de investigação, agora para apurar atos de interferência no Ministério da Saúde e o apagão de dados na pasta. A iniciativa conta com o apoio da cúpula do colegiado, incluindo o presidente, Omar Aziz (PSD-AM), e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL).

Até aqui, Randolfe calcula que tem entre 17 e 20 assinaturas. Para que a CPI seja instalada, são necessárias 27.

O problema é que parlamentares das maiores siglas da Casa, como PSD, MDB e Podemos, estão reticentes em endossar o novo pedido. Na visão de senadores mais experientes, a CPI vai ser utilizada apenas como palanque político em ano eleitoral.

Além disso, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também deu sinais de que não concorda com uma nova investigação, justamente para não prejudicar outras atividades da Casa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....