Senadores pretendem isolar Girão no início da CPI da Covid

Senadores pretendem isolar Girão no início da CPI da Covid
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Incomodados com a postura do senador Eduardo Girão (Podemos-CE) na CPI da Covid, o G7, grupo majoritário do colegiado, pretende isolar o parlamentar no início dos trabalhos.

Ontem, Girão informou ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que vai apresentar uma candidatura avulsa para comandar a CPI. Como resposta, os senadores do G7 já se articulam para derrubar eventuais pedidos de convocação impetrados por Girão.

A maior dissidência entre Girão e o G7 diz respeito à responsabilidade de governadores e prefeitos na pandemia. Os senadores de oposição não querem ouvir governadores; Girão, por sua vez, tem insistido na tese.

Outro ponto que tem incomodado o G7 é o fato de Girão ter usado as redes sociais para se insurgir contra o trabalho do colegiado.

Enquanto isso, Girão ainda tenta, nos bastidores, alguma forma de conseguir apoio. Ele defende que somente os senadores presentes na sala de reunião possam votar para presidente, vice-presidente e relator, e exigirá votação nominal e em cédula.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO