Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Senadores questionam ligação de reverendo com 'superman' brasileiro

"Esse senhor, Aldebaran Luiz von Holleben, ele é tão sério que ele se põe como Superman tupiniquim, entrou na Justiça"
Senadores questionam ligação de reverendo com superman brasileiro
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

No depoimento do reverendo Amilton de Paula à CPI da Covid, os senadores o questionaram sobre sua ligação um advogado do Paraná que alega, há pelo menos 36 anos, ter obtido o título de ‘super-homem’ brasileiro.

“O senhor conhece o Aldebaran, esse Aldebaran von Holleben?”, questionou o senador Jean Paul Prates (PT-RN).

“Nós… Assim, conhecer para estar conversando, não”, disse Amilton. “Nós temos uma parceria em nível…”, sem concluir o raciocínio.

Prates ironizou: “Esse senhor, Aldebaran Luiz von Holleben, ele é tão sério que ele se põe como Superman tupiniquim, entrou na Justiça para conseguir o direito legítimo de ser reconhecido como Superman (…) Está aqui… O senhor conhece esse homem? É o Superman”.

Reportagem do jornal Correio, da Bahia, publicada em março deste ano, mostra que o advogado Aldebaran Luiz Von Holleben, de fato, entrou na Justiça para conseguir o direito de ser conhecido como Superman brasileiro.

“Enfim, era só para ilustrar aqui rapidamente quem é o presidente da United Nations Mission of International Relations (UNMIR)”, uma das parceiras da Senah, acrescentou o senador Prates.

“O cara pega o brasão da ONU, coloca uma entidade que não é a ONU, e aí ele autoriza outra entidade no mundo afora a usar aquele brasão que não é da ONU, mas emula um brasão da ONU, ou seja, além da falsidade ideológica, há o intuito devidamente de enganar mesmo. Então, é estelionato puro. Nós estamos diante de falsários e estelionatários que tentam enganar incautos na administração pública e/ou beneficiar espertos e oportunistas”.

Será que Aldebaran é vulnerável a kryptonita?

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO