Será que Claudio Abreu sabe de algo sobre a Data Traffic?

Em 2011, a revista Época noticiou que a empresa Data Traffic havia abocanhado 190 milhões de reais em contratos com o DNIT, para instalar lombadas eletrônicas e radares em estradas.

O dado curioso é que a Data Traffic conseguia os contratos mesmo cobrando preços mais altos do que a concorrência.

Kakay era um dos sócios da Data Traffic, juntamente com o seu irmão, Marcos de Almeida Castro.

Depois que a Data Traffic passou a ser notícia, Kakay vendeu a sua parte para o irmão.

A PF está interessada em saber se Claudio Abreu, operador de Fernando Cavendish, tem maiores informações sobre a Data Traffic.

Faça o primeiro comentário