​Sérgio Cabral eclético

Fazem parte da coleção de arte de Sérgio Cabral apreendida pela PF retratos do ex-governador e de Adriana Ancelmo assinados por Romero Britto, telas retratando Winston Churchill, François Mitterrand e Helmut Kohl e esculturas barrocas.

À parte o gosto e o ecletismo da coleção, a PF está preocupada, é claro, com outra questão:

“Embora alguns quadros tenham certificados, o que eu posso dizer é que o material irá passar por perícia para verificar a autenticidade das obras. Em tese, a investigação vai determinar se as obras foram adquiridas como forma de lavar dinheiro”, disse a O Globo o delegado Tácio Muzzi, da Delegacia de Repressão aos Crimes Financeiros.