Sergio Moro dá o troco nos pilantras

A colunista Mônica Bergamo, sobre quem não temos suspeitas, somente certezas, publicou uma reportagem lamuriosa sobre as condições “terríveis” em que vivem os diretores de empreiteiras e operadores do Petrolão na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Tudo parte do esforço dos advogados dos pilantras para vitimizar os presos perante a opinião pública e os ministros do STF que podem reverter as prisões preventivas.

O que fez o juiz Sergio Moro depois da publicação da reportagem? Intimou os advogados dos meliantes a responder se os clientes preferiam ir para o presídio estadual. O prazo para a resposta é de 48 horas.

Enquanto os advogados estão indo, Sergio Moro já voltou faz tempo. Por isso, eles o odeiam. Por isso, nós o admiramos.