ACESSE

“Seria um disparate alterar o teto para financiar o projeto de Bolsonaro”

Telegram

O Globo, em editorial, também comentou a pesquisa Datafolha sobre a popularidade de Jair Bolsonaro:

“A alta na popularidade é coerente com a estratégia para a reeleição em 2022. Mas os 37% não bastam para garanti-la. Nem para descartá-la. Tudo dependerá do que acontecer. Mesmo que mantenha o figurino menos agressivo e o namoro com o Centrão, Bolsonaro não tem controle sobre o que acontecerá ao auxílio [emergencial] que, como diz o próprio nome, tem prazo para expirar (…).

Será impossível mantê-lo sem rever regras de equilíbrio fiscal, como o teto de gastos.

Seria um disparate alterá-las para financiar o projeto político de Bolsonaro.”

Na verdade, o pulo do gato é a criação da nova CPMF sobre transações digitais.

Leia mais: Por que os depósitos de Queiroz para Michelle Bolsonaro NÃO foram incluídos na investigação da 'rachadinha'? Estratégia

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 122 comentários