"Sérias complicações criminais"

Membros da cúpula do governo de Jair Bolsonaro viram como um tiro no pé o pedido de Flávio Bolsonaro para suspender a investigação sobre seu ex-motorista Fabrício Queiroz, diz a Crusoé.

Além de colocar em xeque o discurso do presidente Bolsonaro e do próprio Flávio, que diziam ter interesse em ver tudo esclarecido, a jogada pode trazer “sérias complicações criminais”.

Leia aqui.

Comentários

  • Massaaki -

    Quem não deve, não teme. Apenas isso.

  • roberto -

    Que m. é essa? Salvo engano, foi solicitado que não se investigue o Senador (dúvidas sobre a legalidade) e não o Queiroz.

  • Fabiano -

    Tiro no pé da defesa. O advogado do Flávio Bolsonaro deve ter se formado na mesma turma do Zanin.

Ler 134 comentários