Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Servidor bolsonarista afastado por 'relatório paralelo' é impedido de entrar no TCU

Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques também não poderá trabalhar remotamente porque teve o login na rede interna do tribunal suspenso
Servidor bolsonarista afastado por relatório paralelo é impedido de entrar no TCU
Reprodução/Youtube

O auditor do TCU Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, que foi afastado do cargo por 60 dias por ter feito o “relatório paralelo” usado por Jair Bolsonaro para mentir sobre as mortes de Covid, está proibido de entrar no prédio do tribunal.

Ele também não poderá trabalhar remotamente porque está impedido de usar o sistema do órgão, com o login na rede interna suspenso.

O afastamento do auditor bolsonarista foi confirmado hoje pela presidente do TCU, Ana Arraes.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO