Servidora do TCU que prejudicou investigação de negócios do BNDES com a JBS poderá ser investigada

Telegram

No ano passado, o ministro do TCU Augusto Sherman denunciou a tentativa da servidora Denise Mendes Machado de embaraçar investigações sobre os empréstimos bilionários do BNDES para a JBS.

A servidora, que se aposentou logo depois, tentou processar Sherman por crime contra a honra. A PGR não engoliu a história, mandou arquivar a acusação contra o ministro e ainda determinou ao MP do Rio que apure a conduta de Denise no caso da JBS.

Sherman é um dos poucos ministros sérios no TCU e tem feito um trabalho hercúleo com sua equipe para abrir a caixa-preta do BNDES.

Joice Hasselmann, a deputada do barulho quer ser a capitã do governo. Leia AGORA

MINISTRO DO TCU DENUNCIA TENTATIVA DE DESMANTELAMENTO

AUGUSTO SHERMAN RELATA ‘SABOTAGEM’ À FISCALIZAÇÃO DO BNDES

Comentários

  • Augusto -

    Esse Antagonista é um blog bost@, cheio de ministros do TCU envolvidos na lava jato e mesmo assim ainda compram qualquer fala... Quer dizer que esse tal de Shermam é um dos "poucos sérios" no TCU

  • Daniela -

    O ponto é: Como alguém que trabalhava em Bsb, até então não tinha contato algum com o BNDES, chega ao RJ, e é acusada de prevaricar em APENAS 2 meses?! Desafiar ministro da nisso, vide Levandowi

  • Antonio -

    Esse fato serve como um exemplo, uma amostra do que os "infiltrados" que estão lá dentro do BNDES podem fazer para tentar impedir que a "caixa preta" do BNDES seja aberta...

Ler 45 comentários