Servidores ameaçam fazer greve contra a reforma da Previdência

Telegram

Em artigo publicado no Valor Econômico, o diretor da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef/Fenadsef) Pedro Armengol de Souza anuncia que servidores públicos se unirão às centrais sindicais em greve agendada contra a reforma da Previdência.

Escreve ele:

“Nós do setor público vamos nos engajar com outras categorias na greve geral convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho. Não há conforto para ninguém neste momento, todos nós estamos ameaçados. É hora de unir os trabalhadores do campo e das cidades em defesa de um dos maiores bens que temos que é o direito a uma aposentadoria digna. Não vamos abrir mão disso.”

Comentários

  • VAGNER -

    "uma aposentadoria digna". Ora, vocês não vão deixar de receber aposentadoria. Só que será igual para todos ou vocês se acham acima dos reles mortais?????

  • Nelson -

    Sr.Pedro Armengol, antes de convoscar greve no dia 14 de Junho, tem a obrigação e responsabilidade, perante a nação, de apresentar então outro projeto alternativo de reforma da previdência.

  • Sales -

    Os Cidadãos de bem não podem deixar essa reforma vingar da maneira como o Paulo Guedes quer: economizar em cima da DESGRAÇA de velhos pobres. Economizem em cima dos salários dos políticos, aí si

Ler 259 comentários