ACESSE

Shoppings só poderão abrir por 4 horas na capital paulista

Telegram

Shopping centers e comércio de rua na cidade de São Paulo poderão voltar a funcionar em 1º de junho com restrições ao número de frequentadores e limite maior nos horários de funcionamento, informou o governo do estado.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, em cidades como a capital, na chamada “zona laranja” definida pelo governo paulista –a fase 2 num índice que vai da mais fechada (1) à mais aberta (5)–, os shoppings só poderão operar atendendo 20% da capacidade e durante quatro horas por dia. As praças de alimentação vão continuar fechadas.

Nas cidades que estão na fase 3, amarela, o horário será de seis horas e a capacidade, de 40%. “Ainda estamos em um momento de tomar muito cuidado, sair somente se for estritamente necessário”, disse a secretária.

Segundo Bruno Covas, as lojas e shoppings da capital só poderão reabrir depois de assinar protocolos de higiene, e a fiscalização ao comércio será reforçada a partir do dia 1º.

Leia também: A bolada do Centrão no governo federal

Comentários

  • Adriana -

    ESTRANHO, O BOSTADORIA VAI LIBERAR LOGO AGORA QUE OS NÚMEROS AUMENTA?...OU SERIA OS NÚMEROS FAKES?.

  • Jose -

    Esse pessoal da PM de SP tem se mostrado muito ineficientes, restringir tanto o horário sigmifica maior concentração neste horário, matemática simples.

  • Cristina -

    Menos tempo mais concentração de pessoas. 🤔🤔

Ler 22 comentários