Silêncio na Alerj

No dia em que dez deputados da Alerj foram alvos de mandado de prisão, o plenário da Casa esteve vazio.

Pouco depois do início da sessão, o placar do plenário indicava que 41 deputados estavam presentes.

Segundo O Globo, a explicação nos bastidores para o marasmo era o “fim da legislatura, constrangimento com as prisões e, principalmente, uma decisão da Justiça Federal”.

A grande imprensa está, é claro, atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Sergio Moro... LEIA AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 16 comentários
    1. Impossível esquecer que essa bandidagem escrota se criou com o incentivo e exemplo de Lula e Dilma a Sergio Cabral, trinca nefasta que embevecia os cariocas e fluminenses… Agora é sambar, otários

    1. Exatamente pelo que ocorreu com o mensalão – do qual quase todos se safaram – é que a Alerj criou coragem para por em prática a política dos gordos “mensalinhos”

  1. a pergunta é de onde veio a grana e para qual votações projetos e liberação de grana ela oi usada. lógico alguém se beneficiou da compra? quem? quais projetos com fraude, quais isenções?

  2. SÃO TIÃO da BALA PERDIDA e da SHIT FALIDA ######################## “Socorrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo, os Ratos pumlítiCÚS Ausentes á Sessão ESTÃO ESCONDIDOS no BUEIRO do ESGOT