Simone Tebet: "Ontem, Ludhmila. Amanhã, quem de nós?"

Simone Tebet: “Ontem, Ludhmila. Amanhã, quem de nós?”
Foto: Pedro França/Agência Senado

A senadora Simone Tebet (MDB) comentou hoje a declaração da médica Ludhmila Hajjar de que foi ameaçada de morte ao ter seu nome cotado para o Ministério da Saúde no último domingo.

Ela disse a O Antagonista:

“As ameaças lamentáveis e criminosas sofridas pela doutora Ludhmila, pelo simples fato de estar pensando em aceitar assumir o Ministério da Saúde, nos mostra como andam o negacionismo, o radicalismo, a polarização e o ódio a quem pensa diferente.”

Simone, que tem tentado construir uma candidatura presidencial de centro para 2022, acrescentou com uma provocação em tom de alerta:

“Já passou do limite do tolerável, do admissível, do permitido pelo Estado Democrático de Direto. Ontem, Ludhmila. Amanhã, quem de nós?”

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO