Sindicato do crime

Luís Inácio Adams, advogado-geral da União e advogado administrativo das empreiteiras e de Lula e Dilma, não tem mesmo vergonha. Hoje, ele deu uma “palestra” para a bancada do PT na Câmara dos Deputados. Assunto: os acordos de leniência que gostaria de ver firmados entre a Controladoria-Geral da União e a empreita do petrolão, ao largo da Justiça, para livrar a cara de todo o mundo.

O Antagonista acha que o Brasil chegou a um ponto tal que encontros secretos são mais decorosos.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200