Sindicatos perdem 90% da arrecadação

No primeiro ano cheio após a reforma trabalhista, a arrecadação do imposto sindical caiu quase 90%, de R$ 3,64 bilhões em 2017 para R$ 500 milhões em 2018.

Tem que manter isso aí, viu.

A velha-guarda do Congresso mostrou os dentes: o governo escapa dessa mordida? AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 84 comentários
  1. No BRASIL tem 16.500 sindicatos . Nos USA 130 , na Argentina 90 e na Inglaterra são 160 . Continuando assim dentro de 10 anos teremos no máximo uns 10 aqui na banânia Brasil .

  2. 3,64 BIlhões em 2017??? É isso mesmo, na casa dos BIlhões, com “B”!!! Esse pessoal de sindicato arrumava um dinheiro, hein… Tipo Bill Gates, só que sem fazer NADA. Incrível!!!

  3. Só 90%? Liberdade para os trabalhadores se filiarem em organização que realmente defendam seus interesses imediatos nada? Mostrem serviço e parem com a politica, frescuras e mordomias dos dirigent

  4. Não. Não tem que manter o atual nível de verbas dos Sindicatos. É preciso acabar. Este dinheiro deve ficar no bolso do trabalhador e os sindicalistas devem por mãos à obra. CHUPINS…

  5. caiu a arrecadação dos sindictos mas vai ver se caiu o salário do pelegos? sempre foi tão grande a roubalheira que tinha filho de sindicalista que praticava hipismo e mantinha grande plantel!!!!

  6. Se os sindicatos nada fizessem estes R$ 500.000.000,00, tirados das bocas dos filhos dos trabalhadores, já seriam dinheiro demais, acontece que eles atrapalham a todos e ao Brasil.

  7. Nos Estados Unidos não existe carteira de trabalho,décimo terceiro,FGTS,PIS-Pasep,aviso prévio.Só um seguro desemprego,que depois de tres,quatro meses vai pro espaçoè.É o país mais rico do mun

    1. Muito antes de existirem Imposto Sindical e Contribuição Assistencial, haviam sindicatos fortíssimos e que assistiam ao trabalhadores e suas famílias. Se contribuía porque havia retorno.

  8. Golpe de mestre. Os cargos de diretores de sindicatos sempre foi a cereja de bolo. Por isso, muito cobiçado pelos sindicalistas com projeto pessoal político. As tetas secam. Perdeu-se o encanto.

  9. Os sindicados hoje em dia, cobram pedágio dos funcionários para assinarem o termo de PLR, se não houver aprovação de um “%”para o sindicato que gira em média de 2 a 5% e as empresas não podem

    1. A empresa que trabalho está pagando R$ 600,00 pela negociação, quase imposta, do PLR. Até 2anos atrás, eles ñ cobravam

  10. No fechamento de empresa onde trabalhei, fiquei sabendo de uma audiência pq por acaso fui ao forum. Pq o sindicato ñ comunicou aos funcionários? Simples… Receberam para isso