Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sindicatos tentam manter mortadela perdida

Para colocar em votação a continuidade do imposto sindical, abolido na reforma trabalhista, as principais centrais do país (como Força Sindical, UGT e CTB) estão orientando suas filiadas a realizarem assembleias extraordinárias, informa o Estadão.

“A atuação dos sindicatos deve reforçar um impasse jurídico. Apesar de a reforma ter transformado o recolhimento obrigatório em facultativo, os sindicatos defendem que, se a contribuição for aprovada em assembleia, ela se torna válida para todos os trabalhadores da categoria, um entendimento que não é unânime.

Para governo, advogados e sindicatos patronais, o trabalhador que deseja fazer a contribuição deve se manifestar de forma individual para a empresa.”

É o mínimo de liberdade, claro. Mas as centrais querem reunir meia dúzia de militantes em assembleia para ditar o que todos os trabalhadores devem pagar.

O imbróglio está no STF.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....