ACESSE

Situação no Brasil é "profundamente preocupante", diz OMS

Telegram

O estágio da epidemia de Covid-19 no Brasil atingiu um nível “profundamente preocupante”, segundo a OMS.

Um dia depois de o país registrar um novo recorde diário no número de mortes (1.473), ultrapassando a Itália no total de vítimas fatais pela Covid-19, Margaret Harris, porta-voz da OMS, reforçou o alerta sobre a situação brasileira.

Segundo ela, “os principais motores do mundo [na propagação do novo coronavírus] são os países da América do Sul, Central e do Norte, em especial os Estados Unidos”.

“Testem, rastreiem. Encontrem todos que têm potencialmente o vírus. […] Testar é crucial. Saber onde o vírus está e quem tem potencialmente a possibilidade de ser afetado é a forma de parar a transmissão”, afirmou Harris.

A porta-voz da entidade também defendeu que os governos dialoguem com a sociedade e engajem as pessoas no combate à doença – tudo o que o Brasil não faz. “Os países que tiveram êxito foram aqueles que estipularam parcerias com a população.”

Perguntada se o país estaria se precipitando ao iniciar a reabertura econômica no momento em que os números de casos e mortes estão em ascensão, Harris preferiu não responder.

Leia também: Quais líderes estão se saindo bem na pandemia?

Comentários

  • Dorothea -

    Típico de países com governantes totalitários. Jamais pretenderão dialogar com a população, exceto quando lhes interessa em tempos eleitorais. Governantes autoritários interferem e maquiam tudo.

  • Idgar -

    Sem querer bancar o engraçadinho inconveniente: a atuação da OMS me faz lembrar da piada do anjo da guarda da família Kennedy...

  • Carmen -

    O Impeachment de Bolsonaro, já virou questão de saúde!

Ler 60 comentários