Só pagamento em espécie

A OAS pagou em dinheiro vivo as cozinhas de Lula.

O Antagonista deu os detalhes dessa compra em meados de janeiro, mas agora eles foram confirmados por um funcionário da Kitchens, em depoimento ao Ministério Público, obtido pelo Estadão.

A testemunha disse que recebeu uma entrada de 50 mil reais, em espécie, de um executivo da empreiteira:

“Em relação aos móveis da cozinha e área de serviço do sítio, além do pagamento do sinal em pecúnia (de R$ 50 mil), que presenciou, obteve, ao levantar informações documentais para entrega ao MPF, que as demais parcelas também foram quitadas mediante pagamento em espécie, na loja”.