"Sob o manto da legalidade, abandona-se o combate à corrupção"

“Sob o manto da legalidade, abandona-se o combate à corrupção”
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

“O ministro Edson Fachin virou a mesa”, disse Joaquim Falcão.

“Não da Segunda Turma do Supremo. Ali, perdeu. Mas a mesa das manipulações ocultas, das estratégias processuais em que, sob o manto da legalidade, abandona-se o combate à corrupção. O Supremo não julga se houve ou não corrupção. O Supremo se adia e se esconde diante dos fatos visíveis pelo Brasil.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO