Sobrinho de Lula não explica R$ 1,5 milhão

A Veja informa que Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho do ex-presidente Lula, não conseguiu explicar à Polícia Federal o patrimônio de R$ 1,5 milhão que amealhou em contratos com a Odebrecht.

Em 20 de maio, ele foi conduzido coercitivamente no âmbito da Operação Janus.

“Quando questionado sobre o capital social de sua empresa, respondeu que era de 2,5 milhões de reais. Não soube explicar como chegou a esse montante, mas garantiu que o aporte não saiu de sua conta bancária. Sugeriu que os policiais ouvissem o contador. José Emmanuel Camano, o contador da Exergia, deu uma versão diferente. Segundo ele, o capital social da Exergia é de 1,5 milhão de reais, tendo a integralização sido feita por João Germano (51%) e Taiguara (49%)’. Ou seja, de acordo com o relato de Camano, o sobrinho de Lula injetou quase metade do 1,5 milhão de reais na Exergia Brasil, mesmo não sabendo explicar direito como ocorreu essa operação financeira, muito menos a origem do dinheiro. Taiguara e seu contador também derraparam em outros trechos de seus depoimentos.”

Faça o primeiro comentário