Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sócio da Belcher tentou comprar Coronavac, mas não sabia que Butantan tinha exclusividade

Segundo Catori, as vacinas seriam adquiridas para serem doadas em uma iniciativa conjunta com os empresários Carlos Wizard e Luciano Hang
Sócio da Belcher tentou comprar Coronavac, mas não sabia que Butantan tinha exclusividade
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O sócio da Belcher Emanuel Catori afirmou há pouco à CPI da Covid que tentou adquirir 9 milhões de doses da vacina Coronavac, entretanto não sabia que o Butantan detinha o contrato de exclusividade do imunizante no Brasil.

Segundo Catori, as vacinas seriam adquiridas para serem doadas em uma iniciativa conjunta com os empresários Carlos Wizard e Luciano Hang. Catori declarou que iniciou tratativas com o laboratório chinês Sinovac, porém elas não foram à frente quando ele descobriu que o Butantan detinha a exclusividade do fornecimento do imunizante chinês.

Catori afirmou também que todas as doses seriam doadas ao Ministério da Saúde para que fossem usadas no Programa Nacional de Imunização.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO