Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sócio da VTCLog briga com imagens e nega pagamentos a Roberto Dias

A declaração de Raimundo Nonato Brasil foi dada mesmo após a divulgação do vídeo que mostra o motoboy da empresa fazendo as transações
Sócio da VTCLog briga com imagens e nega pagamentos a Roberto Dias
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (5), Raimundo Nonato Brasil negou que a VTCLog ou a Voetur, empresas inscritas no mesmo CNPJ, tenham pago boletos para favorecer Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde.

A declaração do sócio da VTCLog foi dada mesmo após a divulgação do vídeo que mostra que Ivanildo Gonçalves da Silva, motoboy que presta serviços à empresa desde 2009, fez as transações.

Durante a sessão, Renan Calheiros, citou que, no dia 24 de junho deste ano, a Saúde repassou à VTCLog R$ 62,4 milhões. Na mesma data, a empresa pagou R$ 13,5 mil em boletos para Dias, disse o relator da CPI. O senador questionou se a empresa fez a transação em retribuição ao ex-diretor da pasta. O sócio da VTCLog refutou a tese.

“Quando fiquei sabendo do ocorrido, no dia que vocês veicularam o vídeo, fui averiguar o fato. Fui informado pela diretoria que o senhor Dias é cliente da Voetur Turismo. Ele comprou algumas passagens aéreas e realizou os pagamentos via depósito bancário e em dinheiro. Em relação aos boletos pagos em dinheiro, o financeiro os encaminhou para o banco para que fossem liquidados, justificou.

Em resposta, os senadores disseram que a explicação de Raimundo Nonato Brasil não faz sentido.

“Se ele tivesse comprado passagens aéreas, teria que pagar a Voetur. Ele recebeu. Foi o contrário, afirmou Renan.

Mais notícias
TOPO