Sócio em bar despejado, Russomanno admite dívida

Sócio em bar despejado, Russomanno admite dívida
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno admitiu nesta manhã ter dívidas do antigo Bar do Alemão, em Brasília, do qual era sócio.

Segundo o portal Metrópoles, as dívidas pelas locações do imóvel estão em R$ 7,1 milhões em valores corrigidos.

Russomanno era sócio com Augusto Mendonça, delator da Lava Jato. A Justiça do DF emitiu uma ordem de despejo contra o bar em 2016.

Em entrevista, o candidato afirmou reconhecer a dívida de cinco meses de aluguel, que era de R$ 70 mil por mês. Russomanno disse, porém, que há cobranças irregulares.

“Nenhum problema em pagar o que é justo, mas quero saber quem fez a falsificação da minha assinatura e da minha mulher (…). No meio do contrato tem uma confissão de dívida de R$ 400 mil que eu nunca fiz, porque a locação anterior não era minha.”

Leia mais: A revista tanto fuçou que conseguiu mais uma história espetacular.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 43 comentários
TOPO