ACESSE

Socorro aos municípios na pandemia: São Paulo, Rio e Belo Horizonte lideram ranking

Telegram

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) atualizou a estimativa de quanto cada cidade do país vai receber do pacote de socorro financeiro da União em meio à pandemia da Covid-19.

O projeto com os detalhes do pacote foi sancionado por Jair Bolsonaro na data-limite, no último dia 28.

Os valores serão pagos em quatro parcelas. A equipe econômica sinalizou que as transferências começarão na terça-feira da próxima semana.

As capitais, como esperado, receberão o maior montante de recursos. A cidade de São Paulo, com socorro de R$ 1,3 bilhão, lidera o ranking elaborado por O Antagonista, com base nos dados da CNM, dos municípios que, no total, receberão mais de R$ 100 milhões.

Rio de Janeiro (R$ 626,5 milhões), Belo Horizonte (R$ 277 milhões), Salvador (R$ 259,8 milhões) e Manaus (R$ 254,9 milhões) aparecem em seguida.

Entre os critérios usados para o rateio, estão o tamanho da população, a receita de ICMS, a cota do fundo de participação e as compensações da Lei Kandir. Parte dos recursos terá de ser obrigatoriamente destinada à saúde e à assistência social. As compras terão de dar preferência a micro e pequenas empresas.

Os municípios que receberão mais de R$ 100 milhões

São Paulo: R$ 1,3 bilhão
Rio de Janeiro: R$ 626,5 milhões
Belo Horizonte: R$ 277 milhões
Salvador: R$ 259,8 milhões
Manaus: R$ 254,9 milhões
Curitiba: R$ 224,5 milhões
Fortaleza: R$ 220,5 milhões
Porto Alegre: R$ 193,3 milhões
Goiânia: R$ 189,1 milhões
Cuiabá: R$ 169,1 milhões
Belém: R$ 150,4 milhões
Recife: R$ 149,7 milhões
Campo Grande: R$ 148,7 milhões
Maceió: R$ 100 milhões

Confira clicando aqui a tabela completa, com a previsão de repasse para cada município.

Leia também: Lições da gripe espanhola de 1918 para hoje a pandemia de hoje

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários