Somente 5 de 28 líderes assinam urgência para votação da PEC da prisão na 2ª instância

Somente 5 de 28 líderes assinam urgência para votação da PEC da prisão na 2ª instância
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Como temos noticiado, a “cúpula” da comissão especial da PEC da prisão em segunda instância está tentando retomar os trabalhos.

Rodrigo Maia prometeu colocar o assunto em pauta ainda em 2020, mas, por enquanto, está ignorando os pedidos para reinstalar a comissão.

Os deputados Marcelo Ramos (PL), Fábio Trad (PSD) e Alex Manente (Cidadania) — que são, respectivamente, o presidente da comissão, o relator e o autor da PEC da prisão em segunda instância — apresentaram um projeto de resolução para que a comissão volte a funcionar.

Mas, até agora, somente 5 dos 28 líderes da Câmara assinaram o requerimento de urgência de autoria de Arnaldo Jardim (Cidadania). Para ser protocolado, o requerimento precisa do apoio de líderes que representem 257 deputados — essa soma, por enquanto, está em 87.

Além do líder do Cidadania, assinaram o pedido Léo Moraes (Podemos), Jhonatan de Jesus (Republicanos), Carlos Sampaio (PSDB) e Enrico Misasi (PV).

E os demais?

Leia mais: Marco Aurélio e o caso André do Rap: confira os desdobramentos com informações exclusivas
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 94 comentários
TOPO