Sorteio de novo relator para inquérito de Bolsonaro 'preserva' STF, diz Toffoli

Sorteio de novo relator para inquérito de Bolsonaro preserva STF, diz Toffoli
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Dias Toffoli disse a Bela Megale, de O Globo, aprovar a decisão de Luiz Fux de determinar que o inquérito sobre a interferência de Jair Bolsonaro na PF fosse novamente sorteado entre os ministros do STF.

No sorteio, conforme publicamos, a relatoria do caso —antes nas mãos de Celso de Mello, que se aposentou no dia 13— ficou com Alexandre de Moraes.

Para Toffoli, que deixou a presidência do Supremo em setembro, a “decisão é institucional” e “preserva o tribunal e o próprio Kassio Marques [indicado por Jair Bolsonaro para a vaga de Celso] de especulações infundadas”.

“Uma vez investidos da toga, todos os juízes do STF têm total independência em relação a quem os indicou. A história mostra isso”, acrescentou o ministro.

Claro, claro.

Leia mais: Exclusivo: o objetivo secreto do 'inquérito do fim do mundo' do STF
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários
TOPO