“Sou uma boa pessoa”, diz hacker que invadiu sistema do TSE

Segundo o Estadão, o hacker que invadiu os dados da Justiça Eleitoral do Brasil, preso neste sábado em Portugal, tem 19 anos e é identificado como Zambrius.

Em conversa com o jornal feita por e-mail nos dias 17 e 19 de novembro, o líder do grupo que assumiu a autoria do ataque afirmou que não tinha intenção de impulsionar teorias da conspiração em relação ao sistema eleitoral brasileiro.

Ainda de acordo com o Estadão, o jovem tem Síndrome de Asperger e disse não ser criminoso.

“Sou apaixonado por ‘hacking’ e sou considerado por muitos um ‘hacker vicioso’, um indivíduo que fica 24 horas estudando sistemas e procurando por novos conhecimentos. Tenho também a Síndrome de Asperger, que faz ser a pessoa que eu sou, um pouco diferente das outras. Mas eu não temo a diferença, eu gosto de ser diferente. Eu não sou um criminoso, sou uma boa pessoa que se preocupa com todas as outras, principalmente com o bem estar do mundo. Enfim, eu não temo ir preso.”

Leia mais: Imagine o Brasil de hoje sem O Antagonista e a Crusoé.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 94 comentários
TOPO