Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STF anula operação contra filhos de ministros do STJ e do TCU

Advogados de Lula e Bolsonaro também foram alvos da ação; ministros da Segunda Turma do Supremo retiraram o caso da alçada de Marcelo Bretas
STF anula operação contra filhos de ministros do STJ e do TCU
Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Segunda Turma do STF decidiu nesta terça (10) anular toda a investigação desencadeada por operação da PF em setembro do ano passado, que mirou suposto esquema de tráfico de influência no Superior Tribunal  de Justiça e no Tribunal de Contas da União com desvio de recursos públicos do Sistema S.

Por 3 a 1, os ministros da turma afirmaram que a Lava Jato do Rio não poderia ser responsável pelo caso e retiraram o processo da alçada da 7ª Vara Federal Criminal, chefiada por Marcelo Bretas, anulando todas as decisões dele no processo.

O caso agora irá para a Justiça estadual, a partir da fase de análise da denúncia do MPF. Votaram nesse sentido Gilmar Mendes, Kassio Nunes Marques e Ricardo Lewandowski; Edson Fachin foi voto vencido.

Entre os alvos de denúncias e de mandados de busca e apreensão nesse caso, lembra a Folha, estão Cristiano Zanin e Roberto Teixeira —advogados de Lula, acusados de liderar o esquema— e parentes de ministros do STJ e do TCU, entre os quais Eduardo Martins, filho do atual presidente do STJ, Humberto Martins.

Também é investigado nesse processo por desvios no Sistema S Frederick Wassef, que advoga para a família de Jair Bolsonaro. Ele teria se beneficiado dos repasses por meio de um outro grupo, que também atuava na Fecomércio do Rio.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....