STF conversa sobre impeachment de Bolsonaro

STF conversa sobre impeachment de Bolsonaro
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

“O impeachment já integra a pauta de conversas do STF, mesmo durante o recesso da corte”, diz a Crusoé. “Até meados do ano passado, essa situação era considerada implausível”.

A reportagem perguntou a Marco Aurélio Mello se Jair Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade na gestão da pandemia.

Ele respondeu:

“Um erro sem má fé é perdoável. Agora, resta saber se houve ou não má fé. Temos que aguardar um pouco. Mas não foi bom para o Brasil, tanto que estamos com mais de 200 mil mortes.” 

A Crusoé prossegue:

“O presidente do tribunal, Luiz Fux, e o ministro Luís Roberto Barroso também enxergam o atual cenário com preocupação. A exemplo de Marco Aurélio, Barroso entende que existem indícios de crimes de responsabilidade, mas ainda acha que a saída mais adequada para a crise são as eleições de 2022. De qualquer forma, também não se oporia ao impeachment. Nem Fux, que como presidente do STF teria de conduzir o derradeiro processo no Senado, como fez o ministro Ricardo Lewandowski em 2016. Fux, porém, considera que as condições ainda não estão dadas – por ora, o governo tem margem para inviabilizar o afastamento do presidente a partir de uma eventual retomada da economia em 2021.”

Assine a Crusoé e leia a reportagem completa aqui.

bolsonaro se mostra perplexo com possibilidade de Impeachment

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO