STF indecente

Além de soltar Delcídio Amaral, o STF salvou também Renan Calheiros, no inquérito sobre a propina da Mendes Junior ao peemedebista, para ele bancar a ex-amante Mônica Veloso, com quem teve uma filha. A defesa alegou falha processual.

Diz O Globo:

“Edson Fachin decidiu tirar o inquérito da pauta. O relator encaminhou os autos para a PGR, que deverá emitir um parecer sobre a suposta falha no processo. Em seguida, Fachin decidirá que providência tomar se houver mesmo falha, ou se seguirá com o trâmite normal do inquérito”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200