Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STF reduz pena de Geddel e irmão no caso do 'bunker da propina'

Segunda Turma anulou condenação por associação criminosa e danos morais no valor de 52 milhões, mas manteve a de lavagem de dinheiro
STF reduz pena de Geddel e irmão no caso do bunker da propina
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Por 3 votos 1, a Segunda Turma do STF derrubou a condenação por associação criminosa de Geddel e Lúcio Vieira Lima, no caso do ‘bunker da propina’. Eles tiveram suas penas reduzidas em 18 meses. Também foi anulada condenação por danos morais no valor de R$ 52 milhões.

Votaram pela revisão da sentença os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Nunes Marques. Gilmar entendeu que pelo fato de serem irmãos, Geddel e Lúcio não poderiam ser enquadrados em “associação criminosa”, pois já mantêm vínculos familiares.

Com a decisão, o ex-ministro terá de cumprir 13 anos e quatro meses e, o ex-deputado, 9 anos de cadeia. Geddel, preso preventivamente em 2017, quando a Polícia Federal descobriu, num apartamento em Salvador, malas com R$ 51 milhões em dinheiro vivo — foi a maior apreensão em espécie da história da PF.

Atualmente, o ex-ministro de Michel Temer em prisão domiciliar, beneficiado no âmbito da pandemia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO