STJ barra recurso de Lula contra Moro

Jota:

“Por questões processuais, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu não analisar um agravo regimental apresentado pelo ex-presidente Lula sobre a suposta amizade íntima de um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) com o juiz Sérgio Moro.

No caso, Lula pedia esclarecimentos ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4, a respeito de sua amizade com o juiz que conduz os processos contra o ex-presidente no âmbito da operação Lava Jato, em Curitiba.

Ao julgar o processo no STJ, o relator, ministro Felix Fischer, reafirmou a necessidade de a defesa utilizar meio processual adequado diante da alegada imparcialidade do desembargador.”

A decisão foi unânime.

Faça o primeiro comentário