Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STJ julga na quarta-feira recurso de desembargador envolvido com padre Robson

Magistrado aposentado nega pagamento de propina por parte de padre; defesa de Orloff também alega que as provas são ilegais
STJ julga na quarta-feira recurso de desembargador envolvido com padre Robson
Foto: Gustavo Lima/STJ

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) pautou para aa próxima quarta (1º) um recurso apresentado pelo desembargador Orloff Neves Rocha sobre a validade das provas em denúncias de pagamento de propina a desembargadores em esquema destinado a favorecer o padre Robson de Oliveira Pereira, envolvido em escândalo de suposto desvio de dinheiro de doações de fiéis de todo o país.

O padre teve um pedido de prisão feito no dia 16 de novembro e cita um suposto pagamento de R$ 750 mil em propina para dois desembargadores e um juiz substituto do Tribunal de Justiça de Goiás para o ganho de uma ação da compra de uma fazenda. O caso também está no STJ, mas ainda não foi pautado.

Desembargador aposentado nega pagamento de propina por parte de padre Robson. A defesa de Orloff também alega que as provas que constam no inquérito, aberto para investigar a suspeita de propina, são ilegais.

O padre Robson de Oliveira foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás por organização criminosa, apropriação indébita, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro doado por fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). De acordo com o órgão, o prejuízo à associação chegaria a mais de R$ 100 milhões. A denúncia é decorrente da Operação Vendilhões.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....