STJ manda ação contra Pimentel à Justiça Eleitoral

Herman Benjamin, do STJ, mandou à Justiça Eleitoral de Minas Gerais uma ação penal contra o petista Fernando Pimentel que tramitava no órgão, informa o G1.

A ação em questão também é referente à Operação Acrônimo. O governador de Minas é suspeito de ter utilizado os serviços de uma gráfica na campanha eleitoral de 2014 sem a devida declaração dos valores e de ter recebido “vantagens indevidas”.

O advogado de Pimentel, Eugênio Pacelli, disse que a transferência do processo atende a pedido da defesa. Não há prazo para que a Justiça Eleitoral analise o caso.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 11 comentários
  1. Este tal de TSE é mais uma fogueira das verbas de impostos, um bando de vagabundos que não acham os criminosos, e quando acham os bandidos já terminaram o mandato ladrão e fizeram muito estrago no dinheiro que sempre falta para nós outros. Fecha esta porcaria e manda os vagabundos procurarem emprego

  2. É óbvio que não tem prazo pra Justiça Eleitoral analisar cada uma das falcatruas desses pilantras… fica tudo jogado pras calendas gregas.. ou pro Dia de São Nunca. Saco cheio do Brasil.

  3. Esse aí já passou da hora de sair de cena. Ele tem dinheiro para propaganda. Na TV e nos jornais apresenta uma Minas grandiosa, na realidade Minas está uma ruína , como nunca esteve.
    Ele mente, não governa e sufoca o povo. Devia estar impedido de se candidatar pelo bem do país.

  4. Mas não foi esse aí que fez um TEATRO COM GILMAR para absolver Temer/Dilma por excesso de provas no TSE? Na ocasiao ele REPRESENTOU o papel de mocinho. E enganou a maioria
    Nenhuma surpresa mesmo