ACESSE

STJ mantém Adélio em presídio federal

Telegram

O STJ determinou que, por falta de segurança em Juiz de Fora, Adélio Bispo de Oliveira, o esfaqueador de Jair Bolsonaro, continue preso na penitenciária federal de Campo Grande.

A decisão foi tomada em julgamento sobre o conflito de competência entre as jurisdições de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Enquanto a 5ª Vara Federal Criminal de Campo Grande pede que Adélio seja mandado de volta a Minas, onde ocorreu o atentado, a Justiça mineira alega superlotação no hospital psiquiátrico judiciário do estado, o que colocaria em risco a segurança do esfaqueador e da sociedade.

Com a decisão, a Terceira Seção do STJ confirmou liminar que havia sido concedida pelo ministro Joel Ilan Paciornik.

Leia mais: CHEQUES DE QUEIROZ A MICHELLE BOLSONARO: O PRÓXIMO CAPÍTULO

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 19 comentários