STJ mantém prisão de Pastor Everaldo

STJ mantém prisão de Pastor Everaldo
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Corte Especial do STJ manteve hoje a prisão do Pastor Everaldo e de mais seis pessoas investigadas por desvios milionários no governo do Rio de Janeiro.

Preso desde 4 setembro, Everaldo é apontado pelo Ministério Público Federal como um dos responsáveis pela criação de um “caixa único” para pagamento de propinas por organizações sociais.

“As supostas práticas delituosas vêm ocorrendo sem cessar desde antes da eleição do atual governador, até o presente momento, com a movimentação de altas somas de dinheiro, com estabilidade, permanência e sofisticada – muito embora informal – divisão de tarefas entre numerosas pessoas diretamente envolvidas, de modo que persiste o risco de reiteração criminosa com a liberdade do requerente”, disse no voto, hoje, o ministro Benedito Gonçalves.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO