STJ nega liminar para suspender condenação de Eduardo Azeredo

O ministro Jorge Mussi, do STJ, negou pedido de liminar que buscava suspender os efeitos da condenação a 20 anos e dez meses imposta pelo TJ de Minas Gerais ao ex-governador tucano Eduardo Azeredo.

Ele foi condenado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro no esquema conhecido como ‘Mensalão Tucano’.

 

Azeredo ainda está livre.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 13 comentários