Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STJ nega recurso de desembargador envolvido com padre Robson

Magistrado aposentado nega pagamento de propina por parte do religioso; defesa de Neves Rocha também alega que as provas são ilegais
STJ nega recurso de desembargador envolvido com padre Robson
Foto: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso apresentado pelo desembargador aposentado Orloff Neves Rocha (foto) sobre a validade das provas em denúncias de pagamento de propina a magistrados em esquema que seria destinado a favorecer o padre Robson de Oliveira Pereira.

Neves Rocha é um dos alvos da investigação em curso. A defesa dele nega pagamento de propina por parte do religioso e alega que as provas contidas no processo são ilegais.

Com essa nova sentença do STJ, aumenta a expectativa para a decisão do ministro Benedito Gonçalves, relator do caso, sobre o pedido de prisão preventiva do padre, feito pela Polícia Federal no último dia 17.

Um áudio anexado ao processo indicaria a compra, por R$ 1,5 milhão, de uma decisão favorável ao religioso na Justiça de Goiás, em caso relacionado à aquisição de uma fazenda em Abadiânia, a 90 km de Goiânia. A Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), uma das partes do processo, foi presidida pelo padre até agosto de 2020.

Releia clicando aqui o que escrevemos em fevereiro sobre o silêncio da Igreja Católica nesse caso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....