STJ pagou R$ 23 milhões por serviços de TI de empresa ligada a Wassef

STJ pagou R$ 23 milhões por serviços de TI de empresa ligada a Wassef
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A Globalweb Outsourcing, empresa controlada por Cristina Boner, ex-mulher de Frederick Wassef, recebeu —entre 2018 e 2020— R$ 23,3 milhões de reais do STJ por serviços de tecnologia da informação, informa André Spigariol na Crusoé.

Em valores atualizados, os empenhos constam do sistema de pagamentos da União e se referem a dois contratos mantidos pelo STJ com a companhia, assinados em 2017 e 2018.

Em um dos contratos, a empresa ligada a Wassef é responsável pela “prestação de serviços de infraestrutura de tecnologia da informação, com prestação de suporte tecnológico proativo, preventivo, corretivo e reativo ao ambiente computacional de infraestrutura de redes, seus meios de comunicação, sistemas funcionais e processos de execução”.

A íntegra do documento está nos sistemas do tribunal —inacessíveis em virtude do ataque hacker que paralisou o STJ.

LEIA AQUI a íntegra da reportagem; assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários
TOPO