ACESSE

STJ restabelece aposentadoria de Gabrielli

Telegram

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, concedeu liminar restabelecendo o pagamento de aposentadoria ao ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli. A decisão vale até que o  tribunal julgue o mérito do processo.

O benefício foi cassado pela CGU em um processo administrativo disciplinar que analisou  a responsabilidade do petista na aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos – operação que causou prejuízo bilionário à estatal.

A defesa de Gabrielli argumento que a aposentadoria como professor universitário – cargo público provido por concurso – não poderia ter sido cassada em razão de supostos atos cometidos como presidente de estatal, cujo regime jurídico (relação de emprego) é diferente do adotado para os servidores públicos submetidos à Lei 8.112/1990.

Noronha considerou relevantes os argumentos do ex-presidente da Petrobras e ressaltou que o tema é complexo, uma vez que envolve estudo aprofundado da alteração do regime previdenciário dos servidores.

“A pena de cassação de aposentadoria tem rigor maior do que a própria demissão, já que esta não impede o servidor de exercer outra atividade funcional nem de utilizar, no cálculo para efeitos de aposentadoria, o tempo que contribuiu para a previdência enquanto estava no cargo do qual foi demitido”, escreveu o ministro.

 

Duas investigações em andamento podem tirar Renan Calheiros da zona de conforto. CONFIRA

Comentários

  • Fátima -

    É tão absurda a corrupção envolvendo Pasadena que esse cara tinha que estar preso. Nem aposentadoria, nem liberdades.

  • Maria -

    Esses caras são julgados tão rápido,roubam e ainda pede clemencia ,os aptos comprados com dinheiro público ,somos nós que pagamos por tudo isso ,ainda dão risada da cara da gente.

  • Clovis -

    Na real ele deveria estar pagando o prejuízo que deu para o erário. É inacreditável que além de tudo o cidadão é funcionário publico faz tudo o que faz e ainda é protegido.Precisam viver no mundo real

Ler 54 comentários