STJ solta petista acusado de tentativa de homicídio

Jorge Mussi, do STJ, concedeu habeas corpus para a imediata soltura do ex-vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho, o Maninho do PT, e de seu filho Leandro Marinho, informa o Estadão.

Os dois tiveram a prisão decretada após agredir o empresário Carlos Alberto Bettoni na noite de 5 de abril, em frente ao Instituto Lula.

Eles foram denunciados pelo Ministério Público por tentativa de homicídio, por motivo torpe e cruel.

Bettoni se manifestava contra o PT no dia da decretação da prisão de Lula. Foi empurrado pelos petistas e bateu a cabeça em um caminhão que passava pelo local. Internado com traumatismo craniano, só teve alta no final de abril.

 

Renan Calheiros, PT e Aécio do mesmo lado? Leia mais AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 27 comentários
  1. Enqto o judiciário tiver infestado de militantes petistas a lá Fraveto, bandidos companheiros não pagarão pelos seus crimes e seremos obrigados a conviver c esses absurdos que premia a delinquên

  2. Mais uma vez o judiciário passando a mão na cabeça de bandidos. Foi um ato covarde, motivo torpe, agressores em maior número e deixaram o homem estendido sem prestar socorro. E agora estão livres