Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STJ tranca inquérito contra médica que lamentou 'facada mal dada' em Bolsonaro

STJ tranca inquérito contra médica que lamentou facada mal dada em Bolsonaro
Foto: Marcos Corrêa/PR

STJ determinou o trancamento de um inquérito, aberto em novembro a pedido do Ministério da Justiça, para investigar uma médica por críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

A apuração foi instaurada pela Polícia Federal depois que a mulher de 26 anos lamentou “a facada mal dada” de Adélio Bispo em Bolsonaro, em 2018.

“Inferno de facada mal dada! A gente não tem um dia de sossego neste país!”, publicou nas redes sociais.

Comandado por André Mendonça na época, o Ministério da Justiça pediu que ela fosse investigada por injúria.

Na decisão, o juiz Olindo Menezes, convocado para atuar no STJ, disse que a PF determinou medidas drásticas de invasão à privacidade que deveriam ser admitidas apenas na apuração de crimes graves, o que não seria o caso.

O magistrado afirmou que, apesar da expressão infeliz”, a médica não teve a intenção de ofender a honra do presidente da República.  

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO