Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sub-PGR alega que Bolsonaro não cometeu crime ao participar de eventos sem máscara

Em parecer, Lindôra Araújo alegou não ser possível 'realizar testes rigorosos que comprovem a medida exata da eficácia da máscara de proteção' contra Covid
Sub-PGR alega que Bolsonaro não cometeu crime ao participar de eventos sem máscara
Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

Em parecer dado num pedido de investigação contra Jair Bolsonaro por aparecer em eventos sem máscara, a PGR alegou não ser “possível realizar testes rigorosos, que comprovem a medida exata da eficácia da máscara de proteção como meio de prevenir a propagação do novo coronavírus”.

Ainda segundo a PGR, “embora seja recomendável e prudente que se exija da população o uso de máscara de proteção facial, não há como considerar criminosa a conduta de quem descumpre o preceito”.

A manifestação foi dada por Lindôra Araújo, subprocuradora-geral da República e bolsonarista, para quem o presidente não cometeu crime ao aparecer sem máscara e gerar aglomeração em eventos públicos.

A notícia-crime foi apresentada pelo PT ao STF após a participação de Bolsonaro, sem máscara, em uma “motociata” no Rio, quando houve aglomerações.

O Globo escreve: “Lindôra é considerada uma das principais vozes bolsonaristas dentro do Ministério Público Federal e faz parte da equipe do procurador-geral da República Augusto Aras. Ela é a responsável pelas investigações no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra governadores por gastos com a pandemia”.

Como diz aquele funk: tá dominado, tá tudo dominado.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO