Suíça, China e Bahamas

A PF identificou depósitos em contas de Roberto Gonçalves na Suíça.

A partir de abril de 2014, com a Lava Jato nas ruas, o ex-gerente da Petrobras começou a transferir esse dinheiro da Suíça para a China e para as Bahamas.