Supremo discute anulação de anistias a ex-cabos da FAB

Telegram

O plenário do STF discute hoje se o governo pode rever anistias concedidas a cerca de 2,5 mil ex-cabos da Aeronáutica licenciados em 1964.

A AGU diz que as indenizações foram pagas indevidamente, porque eles não teriam sido afastados por perseguição política, mas por conclusão do tempo de serviço à época.

O órgão estima gasto de R$ 43 bilhões nos próximos 10 anos caso as anistias não sejam canceladas.

Comentários

  • Ruy -

    A flexão esta correta, discute, neste colegiado não se julga nada. Julgar é uma tarefa nobre, poucos alcançam essa capacidade.

  • Jose -

    é subversão de fatos... eles querem tetas... tem que cancelar... essa era a regra do jogo e todos sabiam

  • Ubira -

    Essa não entendi ! O STF ainda não decidiu sobre a matéria.

Ler 16 comentários