A surpresa Michel Temer

A turma de Michel Temer, segundo o Estadão, dividiu a pesquisa Datafolha em “dois grandes nomes (Marina Silva e Joaquim Barbosa), dois pequenos nomes (Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin) e dois nomes regionais (Ciro Gomes e Alvaro Dias)”.

Na análise do governo, Michel Temer é considerado “um nome que pode surpreender”.

De fato, é surpreendente que o presidente da República ainda tenha o apoio de 1% do eleitorado.

 

 

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 20 comentários
  1. Discurso preparado para ação ilícita da maquinha de fabricar votos. Com a quantidade de brancos e nulos que dizem existir, Gilm$$r mend$$s bloqueou o voto impresso e este papinho que o temer pode surpreender, terreno preparado para a burla.

  2. Se Temer tentar a reeleição, o PMDB (vou continuar chamando de PMDB) colocará a máquina partidária para trabalhar, assim como Temer descaradamente colocará o Governo Federal para trabalhar por sua campanha. Infelizmente os números eleitorais de Temer melhorará. Muito ainda por cima. Mas não sei se será o suficiente para Michel Temer se reeleger.
    Uma tentativa de reeleição deixará claro que em um eventual segundo turno contra Bolsonaro, todos vão se unir CONTRA o Bolsonaro. Querem apostar??
    Por uma reeleição, Temer dará aumento no Bolsa-Família etc. EXATAMENTE as mesmas coisas que o PT fazia. Uma vergonha.

  3. Tic tac tic tac tic tac….
    .
    Chegou a vez de T.
    .
    A PGR Raquel Dodge tem que fazer a 3ª denúncia contra Temer.
    .
    Caso contrário, ela poderá ser incorrida em crime de prevaricação !!!
    .
    Tic tac tic tac tic tac…

  4. Deve surpreender se eles estiverem contando com algumas pesquisas delivery colocando o Temer com + de 60% de intenções de votos pelo “milagre econômico” q o país vive atualmente (na cabeça deles, é claro…) e as maravilhosas urnas eletrônicas e sua incrível apuração secreta, única no mundo (literalmente).
    Além de, claro, a prevaricação da PGR, TSE e outros tantos orgãos q a exemplo de Gilmar Mendes, simplesmente ignoram o diz a lei sobre a obrigatoriedade da impressão do voto eletrônico de cada um, alegam falta de verba e fica por isso mesmo.

  5. Jair Bolsonaro é um “pequeno” nome? Rs…
    Bem q eles queriam q assim fosse… Se eles realmente achassem isso não tinham mandado a PGR de estimação deles entrar com aquela ação por “racismo” e alguma outra coisa q nem lembro agora…