ACESSE

Suspeitas sobre o coronel amigo de Temer

Telegram

A Época relata que, no dia da Operação Patmos, a PF apreendeu alguns documentos na casa de João Batista Lima Filho, o “coronel Lima”, amigo de Michel Temer.

Esses documentos estão relacionados à offshore Langley, com sede em Montevidéu. Depois de analisar  o material, os investigadores passaram a suspeitar que a offshore seja do coronel Lima.

A conclusão está num dos relatórios que a PF enviou ao Supremo na semana passada, para ser anexado em inquérito que tem o presidente como alvo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários